Huop dá início ao projeto “Cãoterapia” na programação da Semana da Criança 

Previous Next

A visita foi surpresa e contagiada por sorrisos. Os abraços nesse momento da pandemia da Covid-19 foram trocados pelo contato com um cachorro, que veio preparado para passar a tarde com as crianças internadas na ala pediátrica do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop), nesse sábado (10). A ansiedade de ver o cão foi tanta do Guilherme Alves Krassuski, que foi até mesmo difícil se despedir. A mãe, Rosângela Alves da Silva, conta que ele tem dois cachorros em casa, e o amor pelos animais é tanto que já tem causado saudade. “A hora que ele ouviu que seria uma visita de cachorro ele ficou super animado. Ele gosta muito, está com saudade dos que tem em casa e isso com certeza renovou as energias. Estamos desde terça-feira no hospital investigando uma dor, fazendo muitos exames. Em alguns momentos eles ficam entediados, então essas atividades distraem as crianças e nós mães”, comenta Rosângela. 

A visita do cachorro no hospital faz parte do projeto “Cãoterapia”, e tem como objetivo melhorar os aspectos emocionais, sociais, físicos e cognitivos dos pacientes internados. Essa é a primeira vez que o Huop realiza um projeto de humanização com foco no tratamento com a visita de animais. “É um entretenimento para as crianças e mais que isso, faz com que elas aceitem melhor o tratamento realizado no hospital, além disso, tenham uma melhor interação com a equipe que está realizando o atendimento”, explica a coordenadora médica da Ala Pediátrica, Caroline Sato. 

Para que o cachorro pudesse realizar a visita vários critérios foram analisados, um deles, sobre o comportamento do animal. O escolhido foi o Nicolau, um basset hound, de 4 anos. “Ele é muito dócil com todos que tem contato, e especialmente com as crianças. Um dos pontos primordiais a serem avaliados”, ressalta a médica veterinária e tutora do cachorro, Bruna Zuffo. 

Segurança do Paciente

O protocolo de segurança do paciente, determinado pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), também exige cuidados com a saúde do animal que fará a visita, como vacinas e exames que descartam doenças parasitárias e infecciosas.

Além do cuidado com a saúde, Nicolau também teve o dia de beleza. Ganhou banho, corte das unhas, e até mesmo uma coleira brilhosa da Clínica Veterinária Doutor Fabiano. “É importante que o cão tome banho 24 horas antes da visita, já aproveitamos e trouxemos ele com atrativos para comemorar o Dia das Crianças”, diz Bruna. “Foi a primeira vez que participamos desse projeto em um hospital, e foi uma experiência muito bacana, tanto para o Nico, quanto para mim. Esperamos continuar participando, e oportunizando ainda mais momentos alegres como esse”, finaliza Bruna.




Imprimir