Desenvolvimento Sustentável: Unioeste participa de projeto internacional

Previous Next

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) está participando de um grande projeto internacional que visa estimular o desenvolvimento sustentável em comunidades rurais. Trata-se do CATALYST, um trabalho com envolvimento de 13 instituições de ensino superior de todo o Mundo, como países da África Oriental, da Ásia e da Europa, com o objetivo de coletar dados e levar conscientização de base a comunidades rurais.

Coordenado pelos professores doutores Peter Kile e Nuno Ferreira, ambos da Universidade de Cardiff, no País de Gales (Reino Unido), o projeto conta com a participação de diversos professores da Unioeste, tendo como coordenadores locais os professores Ana Tereza Bittencourt Guimarães e Neucir Szinwelski. O projeto também conta com a parceria de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Campinas (Unicamp), e tem como meta envolver ações científicas num trabalho de base junto aos produtores rurais.

O CATALYST

Este é um projeto que contribui para uma série de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, mais notavelmente os ODS 6 (Água Limpa e Saneamento), ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) e o ODS 12 (Consumo e Produção Responsáveis). O projeto sustenta-se em cinco pilares: avaliação da biodiversidade, sob responsabilidade do prof. Neucir Szinwelski (Unioeste);  avaliação da produtividade, sob responsabilidade do Dr. Luiz Zanão (Unioeste);  avaliação Mineralógica e Screening de Pesticidas, sob responsabilidade do professor Antônio Carlos de Azevedo (USP) e professora Ana Tereza Bittencourt Guimarães; avaliação de Qualidade de Água, sob responsabilidade da professora Luciana Fariña (Unioeste) e avaliação da qualidade de vida, sob responsabilidade das professoras Ana Tereza Bittencourt Guimarães, Ana Maria Itinose (Unioeste), Carla Brugin Marek (Unioeste), Luciana Fariña (Unioeste) e Rita de Cássia Simão (Unioeste).

Os pesquisadores envolvidos estão realizando um trabalho de coleta de dados em nove propriedades rurais do município de Santa Tereza do Oeste, a 20 quilômetros de Cascavel, e analisando a qualidade de vida de 125 moradores do município. A proposta é levar informações aos produtores rurais e promover ações que visam a conscientização sobre o desenvolvimento sustentável. “Ações que procuram promover a compreensão sobre a importância da qualidade da água, bem como produção e consumo de alimentos de qualidade, e com isso aumentar a proteção ambiental e proporcionar uma melhor condição para a saúde humana”, salienta a professora Ana Tereza, coordenadora local do projeto. Os pesquisadores explicam que o objetivo principal é estudar os principais desafios socioeconômicos e ambientais na gestão da água e do solo e na interconexão da saúde e do bem-estar humano, animal e ambiental.

O projeto tem também o objetivo de formar comunidades interdisciplinares internacionais com foco na resiliência socioambiental. A ideia é aumentar a capacidade dos envolvidos no CATALYST de contribuir com as agendas de pesquisas futuras, apoiando sua capacidade de engajar-se em projetos de pesquisa colaborativos. O projeto tem também grande impacto na comunidade acadêmica das instituições envolvidas, uma vez que bolsas de iniciação a pesquisa e de auxílio técnico são fornecidas para estudantes previamente selecionados. Além disso, o projeto permite a análise de diversos fatores ambientais, permitindo a identificação de diversos itens que podem resultar na publicação de trabalhos científicos de grande qualidade e impacto.

Por Mara Vitorino