Huop recebe polvos e estrelas feitos de crochê por presos da PEC

Previous Next
Os polvos e estrelas são feitos de crochê. Parecem objetos simples, mas o benefício que eles proporcionam aos pacientes internados no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop), é imensurável. O projeto da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), entregou nessa segunda-feira (29), 196 polvos e estrelas, que são entregues à bebês prematuros internados na UTI Neonatal, Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), e UTI Pediátrica.
 
As estrelas, de acordo com a Diretora de Enfermagem, são bastante utilizadas também pelo serviço de Psicologia, que entregam esse presente aos pais que perderam os filhos. “A estrela é um símbolo para os pais que perderam os filhos. É um presente dado com muito amor para eles, para que eles saibam que existem pessoas que querem transmitir esse carinho nesse momento”, diz a diretora de Enfermagem, Sara Treccossi.
 
Já os polvos, que são entregues aos prematuros, remetem ao ventre materno, “os tentáculos do polvo lembram o cordão umbilical, e por isso, traz essa sensação de conforto e aconchego para eles. E isso traz muitos benefícios para a recuperação”, explica a fisioterapeuta, Luciana Wille Kawakam.
 
No Huop, gestos como esse, incentivam a humanização no ambiente hospitalar. “Isso nos ajuda a pensar sempre na humanização, na possibilidade de humanizarmos cada vez mais a assistência. Esse gesto faz toda a diferença, para que os pacientes saibam desse carinho transmitido por pessoas de fora, tendo em vista que processo de internação não é fácil”, enfatiza Sara.
 
Os agentes penitenciários, Honezilton Souza e Alexsandro Marchetti, além da técnica administrativa, Eroni Machado do Bonfin, fizeram a entrega no Huop.