Deputado Gugu Bueno visita obra e recebe demandas do Huop

Previous Next

A direção do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) apresentou demandas de investimentos para a saúde ao deputado estadual, Gugu Bueno (PL). Durante a visita à instituição, ele teve a oportunidade de conhecer o projeto da construção da Ala Materno Infantil, um dos principais pleitos do Hu. “Sabemos da importância do hospital para a saúde pública da região. Então é preciso conhecer as dificuldades e andar pelos corredores para ver a angústia dos servidores. A grande demanda é a conclusão da Ala Materno Infantil, que mudaria e melhoraria essa realidade atual. Vamos juntar os esforços para concluir esse sonho”, afirma o deputado, Gugu Bueno, que assumiu recentemente o a cadeira na Assembleia Legislativa representando a região Oeste.

O reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste, Alexandre Webber, destacou a importância da visita e ressaltou que o hospital conta com o apoio do governo para destravar ações como a da materno infantil. “São demandas importantes para o Huop, que proporcionam melhores condições para nossos servidores e pacientes. A principal é a conclusão da Ala Materno Infantil. Conhecer essa realidade é essencial, principalmente em razão da importância do hospital para a saúde pública da região”, enfatiza Webber.  

A construção tem aproximadamente 5 mil m² de área total, e o valor total de investimento de cerca de R$15 milhões, divididos em duas etapas. A primeira parte está com 80% da estrutura concluída, mas devido a problemas de repasse financeiros e de reajustes, encontra-se parada há dois anos. A Ala Materno Infantil garante mais leitos para a Maternidade, UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal, UCI (Unidade de Cuidados Intermediários), além de um espaço humanizado para o Centro Obstétrico. “O que buscamos é a humanização do atendimento, para as mães e para nossos servidores. Hoje a nossa estrutura representa 1/3 dessa construção. E o número de atendimentos realizados é muito significativo”, explica o diretor geral do Huop, Rafael Muniz de Oliveira.

Hoje, em média 350 partos são realizados por mês no Centro Obstétrico do Huop, e cerca de 1,7 mil consultas. “Conhecer a nossa realidade é muito importante para ampliar a visão sobre as nossas necessidades. Nossas equipes são instrumentalizadas para realizar esse atendimento humanizado, mas as questões físicas nos limitam”, enfatiza a diretora de Enfermagem do Huop, Sara Treccossi.

Ala de Desintoxicação

Além de visitar a obra da Ala Materno Infantil e a atual estrutura do Centro Obstétrico, o deputado também conheceu a Ala de Desintoxicação, estrutura que atende adolescentes até 18 anos incompletos, encaminhados devido à situação de drogadição. Nesse setor, foi solicitado o apoio para a aquisição de uma van, que pode facilitar o transporte desses pacientes. “Isso representa um novo momento na universidade e no hospital, a qual demonstramos as visões reais das necessidades da instituição. Com essa visão, esperamos garantir mais investimentos e qualidade de trabalho para os servidores, e atendimento dos pacientes”, diz o assessor especial do reitor, Edson Souza.

Central de Materiais

Gugu Bueno também participou da entrega de equipamentos para a Central de Materiais do hospital, representando o deputado federal Fernando Giacobo (PL), investimento importante para o setor que esperava há anos por estes novos equipamentos. Foram entregues 02 autoclaves, 02 ultrassônicas e 01 secadora de traqueia. Os equipamentos foram adquiridos através da emenda federal do deputado Giacobo. “A vinda desses equipamentos representa um ganho para o hospital, em relação à efetividade do serviço. A perspectiva de manter parcerias como essa é salutar para toda região”, diz o diretor administrativo do Huop, Rodrigo Barcella.

Esriveram presentes também o chefe da 10ª Regional de Saúde, João Avanci, o diretor pedagógico do Huop, Alex Sandro Jorge, a coordenadora de Enfermagem do Centro Obstétrico, Nagmara Engel, e demais representantes dos setores do hospital.



Acessos: 210
Imprimir