Campus Beltrão promove I Ciclo de Diálogos On-line

Campus Beltrão promove I Ciclo de Diálogos On-line

Campus Beltrão promove I Ciclo de Diálogos On-line

 

O Diretório Central de Estudantes (DCE), juntamente com os Centros Acadêmicos, Assessoria Pedagógica e Direção do campus de Francisco Beltrão, está realizando o I Ciclo de Diálogos On-line da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), com o tema: Vida acadêmica e os novos espaços de aprendizagem em tempos de isolamento social.

 

Hoje (14) será o primeiro encontro, às 19h30, com a participação do DCE. Ao todo, serão 5 encontros, transmitidos ao vivo pelo canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCHxqAYKtwFWPwzrQskqwGZA/featured.  Não há necessidade de inscrição prévia, durante o evento, será disponibilizado no chat do canal, um formulário de presença. 

 

Segundo o diretor do campus de Francisco Beltrão, Adilson Rocha, o projeto surgiu a partir da iniciativa dos estudantes, onde verificou a necessidade de dialogar com os estudantes e docentes temas que surgiram em decorrência da pandemia Covid-19. “É um momento diferente, de mudanças radicais onde nos deparamos com uma diversidade de situações ainda não vivenciadas no meio acadêmico, social, econômico atual. Este projeto tem sua importância ao aproximar e tratar de temas e situações que atingem os acadêmicos, docentes e servidores, ou seja, busca esclarecer e orientar para uma reflexão sobre as novas ações que envolvem o ensino-aprendizagem no meio acadêmico”.

 

O presidente do DCE de Francisco Beltrão, Matheus Folador, afirma que neste momento de distanciamento social, um projeto como este serve para manter o contato entre discentes e docentes, mesmo que de forma online, principalmente para manutenção do vínculo com a Unioeste. “A proposta é mostrar esse outro lado da Universidade, com temas que nos auxiliem nesse momento, como: a saúde mental, a auto cobrança de produtividade, o protagonismo estudantil e a coletividade, além de como mantermos a esperança e a empatia neste contexto. Esses temas são demandas estudantis e serão debatidos e mediados por acadêmicos”.

 

Matheus complementa que o objetivo não fica apenas dentro da Unioeste, mas sim para outras Universidades e escolas. “Entendemos que a problemática está inserida na vida dos estudantes de diferentes níveis e instruções, salientando o alcance e a importância da Universidade pública diante das demandas sociais”.

 

Haverá certificação de 10 horas, para quem participar de pelo menos 04 encontros. O evento é aberto para acadêmicos de Universidades públicas e/ou privadas, estudantes de escolas públicas e particulares.


Texto: Ana Cauneto



Acessos: 221
Imprimir