100 altas: “Eu achei que não ia sair daqui” relata paciente curado da Covid-19

Previous Next

A alta de pacientes curados é um dos motivos de ânimo para as equipes da Ala Covid-19. Hoje, o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) chegou ao número de 100 pacientes recuperados da doença. O centésimo foi o Mario Catarino Jara, de 52 anos. Ele saiu da unidade durante a tarde e seguiu de ambulância para Medianeira, cidade onde reside.  “Faz mais de 20 dias que não vejo minha família. Estou com muita saudade de todos”, diz Mario durante a saída, que teve até mesmo aplausos da equipe que o acompanhou durante o internamento. Foram oito dias no Huop, sendo que destes, três dias precisou ficar entubado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). “Eu fiquei muito mal. Poder sair da UTI e ir para casa hoje traz uma sensação muito boa”, comenta. “Eu deixo o recado para que as pessoas usem máscara, se cuidem. Tem muita gente que leva na brincadeira, dá risada, mas é muito sofrido essa doença e eu senti isso. Se cuidem”, enfatiza.

Além do Mario, o nonagésimo nono paciente curado da doença, Vilson Aparecido Vieira, de 47 anos, também recebeu alta nesse sábado (11). Quem recebeu ele na saída da unidade foi a esposa, que o levou para a cidade vizinha, Toledo, onde residem. “Eu achei que não ia sair daqui não, fiquei muito mal. Mas agora estou bem e muito feliz de estar curado”, diz Vilson.

São 113 dias da Ala Covid-19 no Huop. Atualmente o hospital conta com 30 leitos de UTI e 27 leitos de enfermaria, exclusivo para pacientes com a doença. “Nosso objetivo é manter a qualidade e entender o paciente conforme a individualidade. Os números de altas e essas recuperações nos motivam. Nos alegra muito saber que podemos salvar vidas como essas”, ressalta coordenador médico da Ala Covid-19, Gabriel Kreling.



Acessos: 266
Imprimir