Huop: cuidado com a saúde mental é ferramenta de apoio aos servidores durante pandemia

Previous Next
Cuidar da saúde mental nesse momento da pandemia da Covid-19 é essencial. Para isso, o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) disponibiliza o atendimento psicológico e psiquiátrico para todos os servidores. “Todos os servidores do nosso hospital são profissionais da linha de frente, a maioria indaga-se, rotineiramente, se estão acometidos pelos Covid-19, ou até mesmo se estão levando o vírus para suas casas. Por isso precisamos desse diálogo e acolhimento, para que saibam como agir com o que está acontecendo agora - nosso novo normal”, afirma a psicóloga do Huop, Mônica Stelmach.

Além de oferecer o atendimento, a equipe do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) também tem realizado um diálogo com os servidores de vários setores. “O objetivo é que as pessoas se sintam à vontade em procurar ajuda especializada ou uma simples conversa, principalmente nesse momento, em que estamos lidando com o medo, pânico e receio. Muitos comentam sobre o pânico com limpeza, com a morte, e alguns até mesmo tem relatado o preconceito por estarem trabalhando na linha de frente. Precisamos dialogar, fazer essa ponte entre o real e o ideal, tendo em vista que quem pratica esse preconceito não o compreende desta maneira ou até mesmo conhece o protocolo e os cuidados dentro do ambiente hospitalar”, ressalta.

A consulta pode ser online ou presencial, conforme a necessidade. O agendamento pode ser realizado pelo telefone 3321-5207 ou por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ainda, o horário do atendimento pode ser adequado, conforme a rotina do servidor. “Sempre oferecemos esse atendimento, principalmente para profissionais de saúde, pois trabalhar nessa área é complexo. É necessário lidar com possibilidade de morte, vírus, carga horária extensa, e precisamos lembrar que muitas dessas pessoas tem suas individualidades, e por isso, é necessário o diálogo e acolhimento”, ressalta.

O atendimento psicológico e psiquiátrico já era realizado antes mesmo da pandemia e está disponível para todos os colaboradores, independente da área em que atuam. “Queremos que as pessoas se sintam bem em trabalhar no hospital, que se sintam acolhidas. Isso faz parte da humanização em saúde, já que cuidar de quem cuida é essencial e reflete no bom e humanizado atendimento dentro da instituição. A regra é clara, juntos vamos bem”, finaliza Mônica.


Acessos: 196
Imprimir