Marechal: Curso de Educação Física promove projeto Unioeste Runners

Previous Next
Em funcionamento desde agosto 2016, o projeto Unioeste Runners que foi idealizado pelo professor Dr. Ricardo Brandt, coordenador do curso de Educação Física bacharelado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus de Marechal Cândido Rondon, tem a finalidade de realizar uma prestação de serviço à comunidade e proporcionar aos alunos uma melhor formação acadêmica.

As atividades têm como objetivo prescrever treino para praticantes de corrida de rua, nas modalidades: iniciantes, intermediário e avançado. O coordenador avalia a prática do projeto, tanto para integrantes externos quanto aos discentes como necessário para o bem-estar do corpo. “De certa forma, isso (o projeto) é importante na promoção da saúde, na prevenção de doenças e também no incentivo às praticas saudáveis aos participantes. Para os acadêmicos do curso, isso contribui para a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos na graduação”, acrescenta.

Ricardo conta que em média, antes da COVID-19, o projeto já auxiliou mais de 400 pessoas nestes quase quatro anos. “Levando em consideração que em um ano a gente atende 100 pessoas, o projeto já deve ter atendido de 400 a 500 participantes” relata. Além disso, no campo dos alunos que ajudam a promover as atividades, Ricardo diz que mais de 25 estudantes passaram tanto na forma de estágio, de bolsista e/ou de pesquisadores.

A Unioeste Runners tem como membros os bolsistas e acadêmicos de educação física: João Saito, Maria Eduarda Wust, Klaryslaine Bresolin e Camila Redigolo. A equipe nas aulas realizam atividades de corrida, com treinos na pista de atletismo e nas ruas da cidade.

Para fazer parte do projeto, Ricardo explica que não há custo. “As inscrições ocorrem no inicio de cada semestre e qualquer pessoa com liberação médica para realizar exercício físico, pode participar”. As aulas são realizadas todas as terças e quintas, das 18 às 19 horas no Complexo Esportivo da Universidade.  Atualmente, por conta da pandemia, o projeto está suspenso até que tudo volte ao normal e a Universidade retome suas atividades.

Por Luis Gustavo


Acessos: 230
Imprimir