PRATO COLORIDO

 

A alimentação exerce grande influência sobre a vida das pessoas, principalmente sobre a saúde, capacidade de trabalhar, estudar, divertir-se, etc. Dela depende o bem estar físico e mental. Tanto o excesso quanto a falta de alimento geram doenças, é necessário que tenhamos uma alimentação correta para poder prevenir doenças como: desnutrição, hipertensão, obesidade, diabetes, doenças cardíacas, etc.

Para termos uma alimentação equilibrada necessitamos de variedade e quantidade de alimentos adequados para cada pessoa conforme o sexo, idade, altura e atividade física; fornecendo ao nosso organismo todos os nutrientes necessários: carboidratos, gorduras, vitaminas, proteínas, sais minerais e água.

Algumas recomendações devem ser seguidas para uma alimentação equilibrada, com moderação e variedade:

Segundo Márcia  C. Dalla Costa (nutricionista):

Comer com calma, mastigar bem os alimentos, mantendo horário para as refeições;

Fazer mais refeições por dia em pequenas quantidade (café da manhã, lanche, almoço, lanche, jantar, lanche);

A importância das fibras: São alimentos que o corpo não pode digerir, mas  que o ajudam a livrar-se dos produtos indesejáveis. As fibras são parte das plantas comestíveis que os seres humanos não podem aproveitar. Os alimentos que contém mais fibras são as frutas, verduras, pão integral, arroz integral, grãos e legumes. A fibra absorve água quando passa pelo sistema digestivo, e isso permite que os resíduos sólidos da digestão sejam moles e viscosos.  

Diminuir no possível o consumo de gorduras animais presentes no leite, carne, ovos e seus derivados. Substituí-las por óleos vegetais da soja, milho, girassol, arroz e canola, na preparação dos alimentos, usando com moderação.

Recomenda-se os alimentos desnatados: leite, queijo branco, iogurte, carnes magras e sem pele.

Alimentos cozidos, grelhados, refogados e assados devem ter preferência sobre os alimentos fritos.

Evitar no máximo alimentos industrializados como: salgadinhos, enlatados, refrigerantes, doces, temperos prontos, etc.

Não abusar no uso do café e chá preto diariamente, devem ser consumidos com moderação, dando preferência aos chás caseiros. Pois o café e o chá preto além de serem um vício, prejudicam os dentes, tornando-os amarelados.

Controlar o consumo de sal, principalmente por pessoas hipertensas, pois ele retém líquido no corpo.

Controlar o consumo de açúcar, que leva a obesidade e nível de triglicerídeos elevados.

Tomar bastante água, principalmente no verão, para evitar a desidratação. Em torno de 2 Litros por dia, sempre filtrada ou fervida. Procure não ingerir líquidos durante as refeições.

Controlar o seu peso, tanto a obesidade quanto a desnutrição são prejudiciais à saúde.

Ter uma alimentação balanceada não significa uma alimentação cara e sim uma alimentação simples, preparada com pouco açúcar e pouco sal, temperos naturais e gêneros alimentícios de boa procedência, podendo ser produzidos no próprio pomar e horta caseira, sendo conservados adequadamente e preparados de acordo com as recomendações acima.

Devem ser feitas mudanças tanto no hábito alimentar das pessoas como na sua rotina diária, através da prática de exercícios regulares (caminhada), não fumar, não fazer uso de bebidas alcoólicas, controlar a pressão arterial, manter o peso recomendável, enfim ter hábitos de vida saudável.

 

“A SUA VIDA BALANÇA, DE ACORDO COM O BALANÇO DE SEU PRATO”  

Para elaborarmos um prato colorido, contendo todos os nutrientes que o nosso corpo precisa para realizarmos as atividades do dia a dia, devemos apenas, prepará-lo combinando alimentos de diferentes tipos:  

ALIMENTOS CONSTRUTORES: ajudam na construção do corpo como os tijolos são necessários em uma casa. Isto é, são necessários para o crescimento.  

  • proteína animal: carne, peixe, leite, ovos, queijo;

  • proteína vegetal: soja, ervilha, lentilha, feijão, amendoim.

ALIMENTOS ENERGÉTICOS: são como lenha na fogueira, e combustível para a máquina (fornecem energia). Alimentação só com este tipo de alimento (pouca proteína), enfraquece o corpo. São alimentos ricos em gordura e açúcar (óleo, mel, leite, manteiga e doces; arroz, trigo, macarrão, batata doce, canjica.) carboidratos.  

ALIMENTOS RESERVA DE ENERGIA: gorduras e óleos.

ALIMENTOS QUE PROTEGEM: protegem e ajudam o corpo a trabalhar (funcionar). frutas, verduras (vitaminas e minerais), leite, fígado e peixe.

 

BIBLIOGRAFIA UTILIZADA:

Alimentação Saudável – folheto. Elaborado por Márcia Cristina Dalla Costa  - Nutricionista da Vigilância Epidemiológica. Governo Municipal de Cascavel – Secretaria da Saúde.  

MITCHELL, H.S., RYNBERG, H.J., ANDERSON, L., DIBLLE, M.V. Nutrição. Volumes 1 e 2. Editora Interamericana Ltda, Rio de Janeiro – RJ, 1978.