DEMANDA DE MERCADO

 

O gráfico ao lado representa o comportamento da demanda em relação a um produto genérico. Quando o preço está em um nível elevado, a demanda pelo produto é menor, ou seja, uma boa parte dos consumidores não está disposta a adquirir o produto a este nível de preço. No gráfico, ao preço de R$10,00 teremos somente 8.000 quilos vendidos.

Se o preço está em um nível mais baixo, a demanda pelo produto será maior

, pois mais consumidores estarão dispostos a adquirir o produto àquele nível de preço. Nota-se no gráfico que ao preço de R$5,00 haverá 15.000 quilos vendidos.

Este comportamento da demanda é devido às diferentes restrições orçamentárias dos consumidores, em outras palavras, cada consumidor possui um determinado nível de renda, mais elevado ou mais baixo, e portanto, seu consumo se dará de acordo com esta renda. Por isso, o consumidor que possui uma renda mais alta continuará adquirindo o produto mesmo a um preço elevado, mas aquele que possui renda mais baixa, estará impossibilitado de adquirir o produto para não prejudicar o seu orçamento; ocorre uma queda da demanda. Quando o preço cai, os consumidores de baixa renda voltam a adquirir o produto e há um aumento da demanda.

Exemplo: Se a carne bovina estiver com preço médio de R$10,00 o quilo, muitos consumidores não poderão consumi-la, e passarão, desta forma, a consumir outro tipo de alimento, tais como carne de frango, peixes, ovos, etc., com isso, haverá uma queda na demanda por carne bovina devido ao preço elevado. Mas, se o preço médio da carne bovina cair para R$ 4,00 o quilo, vários consumidores voltarão a comprar carne bovina, conseqüentemente haverá um aumento na demanda por carne bovina.

Voltar

 


OFERTA DE MERCADO

 

Neste gráfico podemos observar o comportamento da oferta em relação a um produto genérico. Com o nível de preço elevado, os produtores tendem a ofertar uma quantidade maior do produto. Se o preço estiver em R$100,00 (veja gráfico), a quantidade colocada no mercado será de 15.000 unidades.

Mas, se o nível de preço cair para R$50,00, muitos produtores deixarão de ofertar a mercadoria, e a este preço teremos uma oferta de 8.000 unidades, ocasionando uma queda na quantidade ofertada.

Isto pode ocorrer por vários motivos. Se o preço estiver muito baixo, alguns produtores terão o seu custo de produção acima deste preço e se torna inviável continuar produzindo; outros preferirão produzir outra mercadoria que esteja com preço de venda mais atrativo, etc.

Voltar

 


EQUILÍBRIO DE MERCADO

 

O gráfico ao lado representa o equilíbrio de mercado. Nesta situação há uma "harmonia" entre oferta e demanda. Teoricamente, neste ponto, o nível de preço não está nem muito alto nem muito baixo, satisfazendo tanto a consumidores quanto a produtores.

Citando novamente o exemplo da carne bovina, se o quilo do "coxão mole" estiver em R$10,00 o quilo, será um bom negócio para o produtor, mas muito ruim para o consumidor, o preço é considerado muito alto. Inversamente, se o preço cair para R$3,00 o quilo, é ótimo para o consumidor mas ruim para o produtor. Agora se o preço ficar em R$5,00 o quilo, teoricamente seria melhor para os dois lados.

Voltar

 


OFERTA PARA O PEQUENO PRODUTOR

 

Neste gráfico, representamos a situação hipotética de um pequeno produtor rural que vende toda sua produção no momento da colheita; supondo-se que o produto representado seja a soja. Este gráfico mostra que a qualquer nível de preço, o pequeno produtor estará colocando seu produto no mercado, ou seja, para ele a venda do produto não dependerá do preço, mas sim da sua necessidade de obter os recursos para pagar seu financiamento e outras dívidas. Assim, a sua produção de 70.000kg de soja, por exemplo, será vendida independentemente do preço de mercado, ou seja, esteja o preço lá em cima (R$25,00) ou lá embaixo (R$18,00), o produtor estará colocando sua soja no mercado.

Mesmo que haja possibilidade de guardar uma parte de sua produção, ele continua vendendo da mesma  forma,  pois  não  possui  condições  de

armazenamento e desconhece formas alternativas de armazenagem. Veja uma comparação desta situação representada acima com outra em que o pequeno produtor consegue armazenar uma pequena parte de sua produção.  (clique aqui).

 

Voltar para índice Próxima Página As Palestras